Avatar

A Transformação Digital

23 agosto 2016
No Comments
471 Views

A realidade aumentada não é mais uma teoria, o Pokemon Go já toma conta das ruas no mundo todo. O Big Data há muito tempo deixou de ser uma tendência e é considerado informação de base para análise do seu negócio. Hoje cada campanha pode ser dirigida para um público extremamente nichado nos meios digitais. E finalmente a Internet das Coisas (IoT) já está na mente dos gestorers de marketing como uma alternativa de ação estratégica. As grandes multinacionais fornecedoras de tecnologia não param de inovar. O Google, o Facebook, Youtube, Instagram, Snapchat, Waze, Uber …

A transformação digital está em pleno andamento no mercado e todas áreas de comunicação e marketing, se ainda não o fizeram, precisam tornar a transformação digital parte integrante de suas ações o quanto antes. Uma pesquisa global da provedora de software de gestão empresarial IFS com gestores da indústria indicou que 40% dos negócios estão despreparados para a Transformação Digital e 86% acreditam que o tema desempenhará um papel-chave para o futuro.

A agência que está preparada para a transformação digital é aquela que tem um planejamento capaz de criar a partir do pensamento digital, possui uma comunicação multicanal integrada. A equipe de mídia, de compra de mídia, precisa estar alinhada a este pensamento digital. O mesmo na área de Criação, que deve estar muito próxima do planejamento para produzir coisas factíveis e as melhores opções para o negócio do cliente. Em tempos de transformação digital, é baseado em TI que as coisas caminham. A Tecnologia tornou-se tão importante quanto a Criação para as Agências de Propaganda e Marketing e estarão a frente aquelas que tiverem pessoas capacitadas. Oferecer entregas consistentes virou condição para o sucesso, os resultados passaram a ser totalmente mensuráveis no digital.

E os líderes de marketing e comunicação precisam compreender que este pensamento digital tem uma outra forma de concepção, implica em experimentar uma hipótese baseada em dados de business intelligence sobre o negócio do cliente. O que isso significa é que não há fórmula pronta de sucesso no digital e isso precisa ser explicado para o cliente. Porém é possível, a partir de hipóteses bem fundamentadas, criar campanhas e soluções e depois avaliar os projetos a partir da aprendizagem gerada pela coleta dados e dos feedbacks contínuos dos usuários. Eric Ries, em seu livro Lean Startup popularizou uma expressão que sintetiza muito bem esse ciclo: construir-medir-aprender (Build-Measure-Learn).
Esta disposição em construir e reconstruir precisa estar na mente dos líderes e integrar todas as partes dos processos de criação de propaganda e marketing. A estratégia de comunicação precisa incorporar o pensamento da inovação, o pensamento disruptivo e digital, e ter a ciência de que tudo muda o tempo todo. Só assim as agências podem de fato dizer que estão preparadas para a transformação digital.


Fonte: Offshorent América latina



Nenhum Comentário


Deixe um comentário

ÚLTIMOS PROJETOS


SOBRE A GO2


Unindo o que há de melhor em Tecnologia e Interatividade, a Go2 é responsável por pensar e desenvolver novas maneiras de interação, novos meios em que possam ser expressadas as suas ideias e contadas suas historias.